(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Qual é o raio de um círculo e como calculá-lo

O raio de um círculo é um dos problemas com os quais a geometria lida. De fato, a geometria é um aspecto da matemática que lida com questões relativas a tamanho, forma de diferentes figuras, sua posição relativa, bem como com várias propriedades do espaço. A geometria é uma ciência muito antiga, muitos dos quais foram inicialmente cobertos pela astronomia nos tempos antigos. Devido ao fato de a geometria ter sido estudada ao longo de milhares de anos, ela tem uma história muito interessante, consistindo de vários períodos significativos, cada um dos quais identifica diferentes estágios de desenvolvimento dessa ciência. O estudo da geometria é parte integrante da educação em todo o mundo, porque todos os alunos precisam ter habilidades e conhecimentos essenciais em relação às questões básicas da geometria, desde que sejam usadas em quase toda a vida, incluindo até mesmo atividades diárias. uma pessoa. Saber como lidar com o cálculo do raio de um círculo é apenas uma das habilidades essenciais que você precisa ter. Neste artigo, você encontrará informações que ajudarão você a calcular o raio de um círculo e obter um histórico teórico em relação a ele.

Em termos de geometria clássica, quando falamos do raio de um círculo, se é um círculo ou uma esfera, deveríamos significar o comprimento da linha começando no centro da figura e terminando em seu perímetro. O termo «raio» originou-se na Roma antiga. É a palavra latina que significa «raio». Se você tem o diâmetro do círculo ou esfera, você pode descobrir o raio facilmente, porque qualquer diâmetro é sempre definido como o dobro do raio.

Em suma, pelo raio de um círculo, deve-se significar a distância do centro da figura geométrica até a borda dela. Contanto que o diâmetro seja considerado a distância total de uma borda do círculo a outra, é igual à distância de dois raios da figura. No entanto, nem sempre você recebe o diâmetro, portanto, você terá que basear seus cálculos em outros dados referentes às propriedades do círculo. Abaixo, no artigo, você aprenderá como medir o raio de um círculo de quatro maneiras diferentes, de acordo com os dados que você pode receber em sua tarefa.

Diferentes maneiras de calcular o raio de um círculo

Uma das maneiras mais fáceis de lidar com o cálculo do raio de um círculo é quando você está ciente de seu diâmetro. Nesse caso, você seguirá as próximas diretrizes:

  • Tenha em mente a definição comumente aceita do dimeter. O diâmetro do círculo é determinado pelo comprimento da distância que começa no centro da figura e toca dois pontos de duas arestas opostas da figura. De fato, o diâmetro é a linha mais longa do círculo e sempre divide a figura em duas partes iguais.
  • Considerando que o diâmetro é duas vezes maior que o raio de um círculo, você precisa dividi-lo por dois. Este simples passo lhe dará o resultado necessário.
  • Verifique se seus cálculos estão corretos multiplicando o número recebido por dois. Se você obtiver o número do diâmetro novamente, seu cálculo está correto.

A próxima maneira de calcular o raio de um círculo é útil caso você esteja ciente da circunferência. Aqui, é necessário fazer o seguinte:

  • Certifique-se de saber qual é a circunferência. Pela circunferência, deve-se significar a distância ao redor do círculo. Você pode pensar nisso a partir do comprimento que você pode receber se você abrir o círculo e ficar plano.
  • Obtenha o raio dos dados que você possui. Aqui, você precisa dividir o número indicando a circunferência da figura em 6,28.
  • Verifique o acerto de seus cálculos multiplicando o raio por 6,28. Se você pegar o número indicando a circunferência novamente, isso significa que você fez tudo certo.

No caso, se a única coisa que você sabe sobre o círculo é a área, ainda há uma maneira de calcular o raio. Basta fazer o seguinte:

  • Tenha em mente a fórmula para obter a área do círculo. Você pode obter a área multiplicando 6.28 ao quadrado pelo raio de um círculo.
  • Considerando a fórmula acima mencionada, encontre o raio: é a raiz quadrada do número indicando a área do círculo e dividida por 6,28.
  • Verifique suas medições procurando a área com o raio. Se você tiver o mesmo número indicando a área na qual você baseou seus cálculos, você fez tudo certo.

Finalmente, há também a quarta maneira de calcular o raio de um círculo. Ele funcionará se você estiver ciente das coordenadas de três pontos diferentes localizados no círculo dado. Aqui, você terá que realizar as seguintes etapas:

  • Certifique-se de entender que, sejam quais forem os três pontos localizados no círculo, eles podem definir o círculo. Se a figura tocar em todos eles, eles podem definitivamente definir o círculo. Dependendo de como os pontos dados estão localizados, o centro da figura pode ser dentro ou fora da figura e será chamado de circuncentro.
  • Verifique se você tem as coordenadas dos três pontos do círculo. Você precisa conhecê-los para aplicar a fórmula da distância aos seus cálculos e encontrar o comprimento dos lados do triângulo desenhado por esses pontos.
  • Depois de ter encontrado o comprimento de cada lado do triângulo, você precisa multiplicar todos eles juntos. Por meio disso, você encontrará o numerador.
  • Depois de ter todos esses números, você pode encontrar o raio usando a fórmula para o circumradius.
  • Quando os cálculos estiverem concluídos, lembre-se de verificar se você tem o número correto indicando o raio que estava procurando executando as etapas na ordem inversa.

Tendo dito isto, a maneira mais fácil de lidar com o achado do raio é, claro, se você conhece o diâmetro. Mas mesmo que você não tenha esses dados, não há necessidade de ficar chateado, pois você pode aplicar outros três métodos e obter o mesmo resultado.

A história dos círculos

O termo «círculo» originou-se na Grécia antiga. Em grego, significa um «anel». O círculo, como figura e símbolo, era conhecido antes da história que conhecemos começar. As pessoas tendiam a observar várias coisas que tinham uma forma de círculo, como a lua, o sol, etc. Círculos foram pesquisados ​​dentro de várias ciências antigas, como geometria, astronomia, astrologia. Diferentes cientistas antigos estavam pesquisando a questão dos círculos, o que os inspirou a novas conquistas em diferentes campos da ciência.

As primeiras civilizações e culturas do mundo usavam círculos para diferentes propósitos, mas a maioria dos círculos desempenhava um papel de símbolos. Na Grécia antiga, um círculo considerado como uma forma perfeita, representando equilíbrio e simetria absoluta. As propriedades de um círculo foram objeto de exploração apaixonada por milhares de anos. Até hoje os círculos são usados ​​como símbolo de harmonia em diferentes culturas e países do mundo.

Existem várias coisas que foram inventadas devido à existência e compreensão do círculo. Por exemplo, a roda. A roda é a base de todos os tipos de veículos que são conhecidos hoje. Todos os tipos de máquinas que as pessoas usam no mundo contemporâneo foram criados devido à existência e compreensão de círculos.

Fatos interessantes sobre círculos

Muitas pessoas não estão cientes do fato de que os próprios círculos são invenções, assim como todos os itens do mundo contemporâneo que tornam nossas vidas confortáveis. De fato, tal figura geométrica como círculo não é algo que sempre foi conhecido e que sempre existiu no mundo da natureza. Ao mesmo tempo, você não pode considerar um círculo como sendo o mesmo tipo de invenção da internet ou da América. Em outras palavras, um círculo é um símbolo, é uma construção mental específica que foi inventada tanto quanto todas as línguas ao redor do mundo que as pessoas usam para se comunicar.

Muitos cientistas concordam com o fato de que um círculo foi inventado há milhões de anos para representar o sol. Pode ser desenhado na areia com o bastão. Levando em consideração que o sol sempre foi o maior círculo que poderia ser visto pelos olhos de um homem, é bem possível que o primeiro círculo tenha sido concebido para representar tal símbolo como o sol. Ao longo dos anos, a compreensão das pessoas sobre o círculo vem mudando de acordo com diferentes estágios de desenvolvimento, incluindo o desenvolvimento tecnológico. É importante perceber que, sem a compreensão de tal figura como um círculo, as pessoas não seriam como são hoje, não teríamos a maioria das outras invenções. De fato, existem várias invenções mais significativas na história da humanidade. Entre eles, há a invenção do fogo e a capacidade de fazê-lo, a agricultura de culturas e, finalmente, a domesticação de animais selvagens. Mesmo que você raramente consiga encontrar o círculo na lista das maiores conquistas, ele ainda afetou a vida das pessoas em todo o mundo da maneira mais significativa.

Sem círculos, não teríamos a possibilidade de dirigir um carro. Um grande número de invenções que conhecemos e usamos hoje existe devido à compreensão dos círculos. Se olhar ao redor, encontrará numerosas representações de círculos. Eles estão em toda parte, eles são parte integrante de quase tudo o que nos rodeia hoje em dia. Ainda assim, um círculo não é algo que realmente existe. Pode ser falado, pode ser desenhado, feito, criado repetidas vezes, mas ainda existe apenas como um símbolo em nossa imaginação.

Ao mesmo tempo, há muitos trabalhos científicos dedicados à questão dos círculos, especialmente na área de filosofia. Muitas pesquisas gastaram quantidades significativas de tempo para entender o conceito de círculos e definir, se pode ou não ser considerado uma coisa existente.

A importância dos círculos

É difícil imaginar um mundo sem círculos. No entanto, se tentarmos fazê-lo, ficaremos realmente surpresos. Se não houvesse círculos ao redor, possivelmente haveria apenas praças. Não teríamos bicicletas e não haveria cookies e anúncios; não haveria basquete, beisebol, futebol ou outros jogos que exigissem o uso de bola. De fato, é muito mais prazeroso para o olho olhar para um círculo do que para um quadrado. Por essa razão, os círculos são muito usados ​​na área de comércio e relações públicas, desde que as pessoas tendam a perceber os círculos com mais eficiência do que outras figuras e símbolos.

O círculo é uma figura universal que tem um significado muito amplo. Representa uma grande variedade de conceitos, tais como totalidade, perfeição original, eternidade, unidade, movimentos infinitos e assim por diante. Em algumas culturas, o círculo é usado para representar deus no sentido de uma energia que pode estar em toda parte e em nenhum lugar ao mesmo tempo. Tal simbolismo de um círculo está de alguma forma relacionado ao fato de que houve tempos, milhares de anos atrás, quando o sol era considerado o único deus. Assim, um círculo era a única maneira de representar deus, porque tem a mesma forma que o sol.

Como você pode ver, o significado dos círculos, seu papel na história da humanidade e em nossa vida cotidiana é bastante óbvio. Por esse motivo, é importante estar ciente dos fatos básicos sobre essa figura da geometria e saber como lidar com o cálculo de suas propriedades. As informações fornecidas neste artigo devem ajudá-lo a lidar com todas as questões mencionadas acima e a realizar algumas tarefas de geometria que você poderá enfrentar durante seus estudos. No caso de precisar de assistência adicional, considere uma ampla gama de serviços de redação profissional. Alguns deles estão listados abaixo:

  • Redação profissional de um plano de negócios eficaz.
  • Ajuda a lidar com o formato de estudo de caso.
  • Explicação de como fazer uma tese.
  • Assistência para escrever um ensaio expositivo.
  • Ajuda com estudos religiosos.

Prev post Next post