(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Queda de um pagão, ascensão de um santo

A história religiosa é bastante contrária e provocativa. Ele mapeia o lado dos santos e do cristianismo a partir de um ponto de vista oferecido por essa religião tradicional e muitos autores aclamados pela crítica, incluindo Agostinho. Quando se trata de paganismo, eles exploram a ascensão do cristianismo a partir de sua posição única e surpreendente. O paganismo afirma que as pessoas testemunharam seus estilos de vida padrão destruídos por um poderoso culto religioso. Havia muitos pagãos, incluindo romanos, gregos, gauleses e outros, mas todos observavam diferentes tradições religiosas de seus ancestrais.

Os cristãos adoravam apenas uma divindade, então eles eram chamados ateus imorais por aqueles politeístas devotos apenas porque acreditavam que um respingo de água em um leito de morte poderia perdoar todos os pecados de sua vida. Alguns eruditos religiosos podem levar os leitores em sua animada excursão ao mundo da Roma Antiga no tempo em que sua sociedade foi afetada por uma estranha nova divindade. Algumas pessoas decidiram unir esse culto, enquanto outras preferiram negar seu poder porque pensavam que era apenas uma moda passageira.

Existem muitos trabalhos excelentes que podem ajudar o público a acompanhar a queda do paganismo e a ascensão dos santos e do cristianismo. Por exemplo, vale a pena estudar os pagãos escritos por O’Donnell, onde ele traz à vida diferentes ritos pagãos e características dessa religião. O autor também oferece um novo retrato de algumas figuras históricas icônicas e famosas, como Julian, Constantine e outros. Ele também explora uma série de temas principais, incluindo unidade versus pluralidade, inovações versus tradições e assim por diante.

O paganismo é freqüentemente usado para se referir a diferentes religiões desconexas nos tempos antigos. Eles incluem religiões greco-romanas, de mistério e até monoteístas. Na Idade Média, esse termo foi adaptado por pessoas para se referir a religiões específicas praticadas fora do Império Romano, como o paganismo eslavo e germânico. A partir da opinião dos primeiros cristãos, essas religiões foram classificadas como algumas crenças étnicas.

A queda do paganismo é o único exemplo histórico da completa extirpação de uma superstição popular e antiga. É por isso que muitas vezes é considerado um importante evento histórico singular das mentes humanas. Os cristãos apoiavam os imperadores, mas eles não consideravam sua conquista segura ou perfeita. Sua ascensão desempenhou um papel importante na história do mundo inteiro.

Prev post Next post