(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Tolerância religiosa nos ensaios da Índia

O proselitismo religioso e a filiação a várias correntes religiosas têm sido objeto de uma antiga e veemente controvérsia desde os dias em que a legislação estadual restringiu muitas liberdades religiosas do povo indiano. No entanto, qualquer pesquisador avançado que tenha uma boa compreensão das técnicas de definição e escrita do curso sabe que há um parágrafo na Constituição indiana que reivindica “liberdade de consciência” para todos os cidadãos, bem como o direito mais crucial “de propagar livremente e colocar em prática pessoal crenças religiosas”; não é exatamente assim na realidade. Indubitavelmente, muitos funcionários do governo não vêem o direito constitucional de propagar uma crença religiosa como a que merece ser aplicada de forma onipresente. Essa tendência começou a aparecer logo após a independência, e houve uma investigação sobre a liberdade de buscar e converter novos prosélitos que propunham estabelecer limitações e legislação restritiva a fim de salvar a liberdade religiosa em primeiro lugar. O direito constitucional foi modificado e, desde então, a comunidade religiosa indiana vem tendo debates persistentes, já que hoje eles devem decidir a interpretação adequada do direito à liberdade religiosa e sua aplicabilidade também.

Predominantemente, críticos de muitos países apontam a inconsistência e injustiça dos atos de Liberdade Religiosa, argumentando os direitos prejudicados de muitos estratos do povo indiano. Além disso, é um fato bem conhecido que algumas coisas perdidas em determinadas condições históricas e circunstâncias sociais podem se tornar uma questão de baixa tolerância mais tarde, especialmente quando a sociedade se encontra em um ponto crítico. Portanto, o aluno que estiver preparando um extenso resumo de pesquisa deve estar bem ciente dos fundamentos da análise comparativa e das técnicas de investigação literária profunda. A questão mais importante é a provável influência da falta de tolerância religiosa nas sociedades. Certamente, em qualquer sociedade, em qualquer período histórico, sempre há lugar para desentendimentos e incompreensões mútuas, como, por exemplo, se algumas coisas são toleráveis ​​ou intoleráveis. Na maioria das vezes, exemplos pessoais relacionados a assuntos sócio-políticos nos mostram que tais coisas questionáveis ​​em sua tolerabilidade podem variar das mais inofensivas, como diferentes gostos culturais ou preferências pessoais a questões genuinamente urgentes e candentes, como crenças religiosas, educação sexual ou política de drogas. No geral, a principal tarefa do professor é definir uma tarefa para os alunos da forma mais correta possível. embora geralmente não possam oferecer ajuda prática real ou soluções de trabalho para resolver conflitos sociais, é bom, no entanto, apontá-los na direção certa e fazê-los pensar em como arranjos educacionais, legais, políticos e sociais podem mudar a situação e se tornar um terreno sólido para fornecer responsabilidades e liberdades reais, bem como criar a base para a tolerância.

Ensaios de tolerância religiosa: como diferenciar o imenso tema da situação sociopolítica na Índia contemporânea

Hoje em dia, a política nacional indiana enfrenta um desafio colossal da crítica da tolerância à liberdade religiosa. Além disso, o alcance desta questão agora atingiu o nível internacional, e as lutas pelos direitos religiosos e a adequação do liberalismo secular estão sendo debatidas em comunidades em todo o mundo. Acredita-se que uma base real para o cultivo da tolerância religiosa e da empatia poderia ser construída pelo desenvolvimento da educação contemplativa e pelo constante ensino de lições elementares de história. Assim, a fim de desenvolver precisão e meticulosidade adequadas para redigir um ensaio convincente compondo uma tese bem fundamentada, é aconselhável explicar aos alunos as técnicas essenciais de pesquisa informacional e métodos de aprendizagem indispensáveis, por exemplo, um método de estudo de caso e um método de casebook. p>

Tentando inventar uma abordagem menos deliberada e mais intuitiva para avaliar uma situação difícil e intrincada, o professor às vezes se esquece de fornecer aos alunos condições adequadas de aprendizado e tempo suficiente. Além disso, é necessário garantir que todos os alunos tenham uma liberdade razoável de escolha de tópicos. Vamos esquecer alguns tópicos que os estudantes podem achar propícios, a saber:

  • um ensaio sobre Democracia na Índia. Como a Índia é amplamente conhecida por seu status paradoxal, que apresenta aos povos indígenas a coexistência quimérica da pobreza em massa e da democracia eleitoral, há uma necessidade constante de desenvolver a estrutura explicativa e entender quais peculiaridades da política nacional indiana obstruem a resolução dessas “rodas dentro”. ‘situação.
  • um ensaio de Educação na Índia. De modo geral, pouquíssimas pessoas na índia pertencem a elites urbanas de ensino particular ou bem-educadas; Isso é considerado por alguns especialistas como um dos maiores desafios da nação indiana. Muitas nuances e uma grande diversidade de razões, como um arranjo administrativo altamente burocrático, salários baixos dos professores e a falta banal de qualidade da educação enfraquecem todo o sistema educacional e depreciam o conhecimento dos alunos resultantes. O que pode ser feito para melhorar os desequilíbrios? Como outros países podem ajudar a Índia a estabelecer novas políticas educacionais? Os alunos devem responder a essas perguntas construindo uma estrutura narrativa evidencial firme em seus ensaios.
  • um ensaio de analfabetismo na Índia. Este tópico pode ser semelhante ao anterior, mas muda o foco da discussão das questões educacionais e sócio-políticas globais para a análise e revisão de estratégias eficazes orientadas para o desenvolvimento de uma metodologia de ensino eficiente e escalável. Por exemplo, o professor pode promover os alunos a debater sobre a metodologia denominada “aprendizagem alavancada”, que se baseia nas técnicas de reforço mútuo e na aprendizagem contínua das crianças sobre as tarefas gramaticais e de leitura.

Prev post Next post