(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

O racismo foi moldado por idéias evolucionistas

Um dos princípios básicos da teoria de Darwin é delineado na seguinte fórmula: O desenvolvimento de organismos vivos na Terra está diretamente relacionado à luta pela existência. Nessa luta contínua, o mais forte vence, enquanto o fraco está fadado à derrota e ao esquecimento.

De acordo com os ensinamentos de Darwin, na natureza há sempre uma luta feroz e contínua pela existência e pelo confronto constante. Substâncias e organismos orgânicos mais fortes e adaptados são sempre superiores aos fracos e possibilitam o desenvolvimento da vida.

Além disso, Darwin argumentou que a ideia da luta pela sobrevivência também se aplica às pessoas. De acordo com esta afirmação fantástica, as raças privilegiadas vencem essa luta. Essas raças privilegiadas, no ponto de vista de Darwin, eram europeus brancos, enquanto as raças africanas e asiáticas estavam perdendo nessa luta Darwin não parou com isso e sugeriu que essas raças iriam desaparecer por completo de vez.

A antropóloga indiana Lalita Vidyarthi explicou como a teoria da evolução de Darwin impôs ideias de racismo às ciências sociais. De acordo com Vidyarthi, a teoria da sobrevivência de Darwin foi calorosamente recebida por acadêmicos, ativistas sociais, e eles acreditavam que a humanidade alcançou vários níveis de desenvolvimento alcançados pela civilização da raça branca. Na segunda metade do século XIX, o racismo foi aceito como um fato pela grande maioria dos estudiosos ocidentais.

Ao desenvolver sua teoria, Darwin extraiu inspiração ideológica de um livro do economista britânico Thomas Malthus, Ensaio sobre os Princípios da População, que era muito popular nos círculos da intelligentsia da época. Neste livro, Malthus realizou cálculos matemáticos, cuja essência era garantir que o número de pessoas na Terra fosse grande demais e que sua reprodução fosse interrompida. Segundo o economista, os desastres em massa, como a guerra, a fome e as doenças epidêmicas, são mecanismos essenciais do declínio da população, pois um certo número de pessoas deve morrer para dar a oportunidade de viver melhor aos outros. A existência da humanidade só é possível devido ao estado da guerra permanente.

Influenciado por essas idéias, Darwin formulou o conceito de conflito permanente como um fenômeno natural global. Isso permitiu que ele dissesse que na luta pela sobrevivência, o mais forte sempre vence e, portanto, tem o direito de existir, porque a lei é justificada pela natureza.

Se no século XIX, a idéia do darwinismo formou a base teórica para a política “justificada” do racismo, no século 20, a teoria da evolução forneceu as pré-condições para o surgimento da ideologia nazista.

Prev post Next post