Precisa de uma abordagem pessoal e exclusiva?

Para que gastar seu tempo procurando trabalhos prontos online? Tente nosso serviço agora mesmo!

Os ventos de Santa Ana

-No início do Caderno de Los Angeles, Joan Didion fala dos Ventos de Santa Ana como uma força natural perigosa que tem o poder de mudar o comportamento dos seres humanos. Ela usa os instrumentos do escritor, como estilo, detalhe e estrutura para familiarizar o leitor com seu ponto de vista.

Começando sua palestra, Didion usa os adjetivos “inquietos” e “não-naturais” descrevendo o vento. Isso permite que o leitor tenha a sensação de cautela e desconforto. Isso nos faz entender que o autor vai descrever algo desagradável.

Descrevendo a influência do vento sobre o meio ambiente, Joan Didion chama o último de "ameaçadoramente brilhante", "sinistro" e "surreal", o que faz o leitor temer os ventos quentes e secos de Santa Ana.

Para apoiar a imagem de ventos ameaçadores, o autor descreve certos eventos para nos fazer acreditar que os ventos causam um efeito no comportamento das pessoas. Antevemos sua hostilidade quando lemos sobre “os índios que se lançaram ao mar quando o vento soprava”. Este extrato mostra que o poder agressivo desses ventos é conhecido desde os tempos antigos. Continuando com sua descrição, Didion nos conta sobre o marido de seu vizinho que estava andando por aí com um facão à procura de um invasor ou uma cascavel, e seu vizinho que não saía de casa por dias. Podemos concluir que esses ventos selvagens deram alucinações às pessoas e as fizeram agir de maneira estranha e incomum. Falando sobre as festas que terminam com uma briga e as esposas quietas que sentem as bordas das facas, o autor se esforça para descrever a agressão irracional que as pessoas podem mostrar naquele período.

Ela também afirma que esses ventos fazem com que as pessoas se sintam pior fisicamente, por exemplo, dores de cabeça, náusea, alergias, nervosismo e depressão. O autor também fala sobre o efeito psicológico que esses inimigos têm sobre a população da Suíça. Ela fala sobre a taxa de suicídio subindo durante esse tempo e os tribunais considerando o vento uma circunstância atenuante para o crime.

Joan Didion quer enfatizar a seriedade do impacto do vento sobre as pessoas daquela área. Ela gostaria que os leitores acreditassem que os ventos provam “a visão mecanicista do comportamento humano”. O autor transmite sua atitude negativa ao vento através do tom desconfortável de sua história. Didion preenche a passagem com os exemplos do comportamento desviante do povo para apoiar seus argumentos e deixar o leitor sentir a atmosfera que o vento traz para aquela região.

Como funciona?

O estudante
Faz o pedido

O livro «Medicine River» é interessante e atraente para os leitores. Existem algumas situações

Escritores fazem
suas propostas

O livro «Medicine River» é interessante e atraente para os leitores. Existem algumas situações

O estudante
contrata um eskritor

O livro «Medicine River» é interessante e atraente para os leitores. Existem algumas situações

O escritor produz
o trabalho

O livro «Medicine River» é interessante e atraente para os leitores. Existem algumas situações

Você triturou para o tempo?

Temos melhores preços, confira você mesmo!

Deadline
Pages
~ 550 words
Nosso Preço
R$ 0
Preço dos concorrentes
R$ 0

VOCE PODE GOSTAR