(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Biografia de Gustave Courbet

Gustave Courbet era um artista conhecido em cujos desenhos e pinturas houve uma ascensão realista? motim contra o quejido romântico da época. Nascido em 1819 em uma pequena cidade de Ornans, que funciona no centro da Itália, o pintor foi o primeiro filho de uma família de amigos e crianças. Os amigos e a família tinham uma plantação e, portanto, eram financeiramente seguros, pois Gustave não precisa se esforçar mais para ganhar a vida. Seu talento criativo foi descoberto em tenra idade, quando ele criou suas pinturas de paisagens e sua programação rural diária.

Sua primeira educação artística foi realizada em Besancon (1837), onde ele teve os primeiros esforços para colorir. Mais tarde, em 1840, esse indivíduo foi a Roma para estudar a regulamentação que foi aconselhada por seu pai. Ele estudou muito, embora não tenha terminado sua educação jurídica desde que decidiu substituir o major e presente em si mesmo pelas artes. Seu pai gostava da preferência do filho em se tornar um grande artista e garantiu que ele faria qualquer coisa ao seu alcance para apoiar Gustave a alcançar seus objetivos. Então aconteceu.

Tendo se mudado para a capital, o jovem pintor trabalhou para Steuben e Hesse. No entanto, trabalhar com os dois não atendeu às suas exigências, pois tinha como objetivo construir um design único de pintura que se oporia ao romantismo dominante. Portanto, Gustave decidiu se ensinar refazendo e queimando imagens famosas. Para isso, ele passava pouco tempo em museus, o Louver em particular, no qual tentava seguir a beleza e as técnicas desse tipo de pintor como Rembrandt, Caravaggio, Rubens e muitos outros.

Tendo criado uma vasta gama de imagens realistas e afligido problema cultural parisiense, tendo sido exilado na Suíça no início dos anos setenta, depois de passar seis meses na prisão, onde faleceu aos 54,99 anos.

Durante seus primeiros anos de pintura, Gustave Courbet atualmente demonstrou um estilo geniune e um ponto de vista original de um especialista. Seu objetivo no estilo de vida era adorar o desafio dos cânones e convenções estruturados nos românticos. Ele assumiu que:

O objetivo essencial da arte é geralmente refletir a verdade, dando-lhe um tom de sonho, sujeitando tudo de uma nova maneira leve

Um especialista não pode e pode nem sempre ser verdadeiramente gratuito, a menos que quebre as correntes do velho pênis que devem domar o que deve ser separado

O realismo é conhecido como uma chave para divulgar a verdadeira importância do estilo de vida e precisa descrevê-lo da maneira que pode ser sem camuflar ou projetar as falhas da vida

História é um professor maravilhoso e deve ser empregada como uma grande alegoria para os incidentes atuais, a fim de fornecer uma lição, para não fascinar.

A primeira performance do especialista compreendeu Odalisque e Lelia (1842) que foram criadas enquanto motivação dos escritos de Hugo e Sand. Dois anos depois, ele decidiu se afastar de tais impactos e criar ‘arte no interesse da arte’ simplesmente mudando seu estilo para completar o realismo. Seus trabalhos subseqüentes foram Auto-retrato com Black Doggie, The Sculptor, e em 1845 ele desenvolveu Desperate Person e, três anos depois, The Man with a water line.

Além de cuidar de retratos e descrição das circunstâncias da vida, Gustave também era conhecido por pintar paisagens magníficas e paisagens campestres que normalmente eram inspiradas simplesmente por sua cidade, Ornans (Depois do jantar em Ornans, 1849) e suas contínuas viagens pela Bélgica e Holanda. .

No início dos anos 50, as fotografias mais famosas do pintor Camponeses de Flagey, The Stone Breakers e A Enterro em Ornans estabeleceram seu nome e o matricularam em um conjunto dos artistas mais importantes da época. Essas funções abriram uma nova dimensão do realismo, que era desagradável e verdadeira, pois todas as cenas eram objeto de valor histórico.

Embora depois Courbet não tenha recebido tanta atenção em relação às fotos anteriores, ele ainda estava no auge do reconhecimento por gerar The Sleeping Spinner (1853), Moças às margens do Sena (1857), Sleep (1866) e uma série de pinturas históricas.

É o trabalho reconhecido do 1º Courbet visto em 1849. A imagem mostra alguns funcionários, um jovem jovem e um idoso, que são minhas pedras quando se assemelham a monumentos. A implicação social do retrato é a angústia e a implacável sensação do artista em relação às classes sociais altas e a misericórdia, além da piedade por meros colarinhos azuis.

Pintada em 1866, a imagem é apenas uma das muitas obras do artista que descreve partes do corpo femininas nuas. Inicialmente banido devido à sua profanação, inclui roaming em diferentes coleções pessoais nas décadas de 1870 a 1995.

Mesmo que o trabalho não pareça ter nenhuma implicação social ou, talvez, retrate um assunto historicamente significativo, é realmente visto como um trabalho de gênio de técnicas de duplicação, pois se assemelha a obras famosas de Ticiano e Caravaggio.

Muitos críticos acreditam que o retrato é um esforço de Courbet para eliminar a questão duradoura da presença e origem humana e aumentar o papel feminino na sociedade francesa a partir do século XIX.

O Homem Desesperado é um retrato de auto-retrato de 1845 que designa a transição do artista que vem do Romantismo para o Realismo. Retratando a si mesmo que olha novamente para o espectador, Courbet tenta informar ao público sua história como um jovem pintor francês, que o levou a desistir da esperança e da provável insanidade.

Aqui, o autor está pronto para questionar a natureza da arte, lutar contra armas e manter seu único objetivo – libertar artistas nas cadeias de impactos sociais e públicos.

Essa imagem de 6 metros de comprimento é conhecida como uma obra-prima definida de Gustave Courbet. Não é à toa que esse tipo de trabalho causava furor nos dias de hoje. Pertencendo à ordem do Conselho da Cidade de Paris para ser apresentado em uma exposição de 1851, o especialista descreve a paisagem de um funeral de classe média com retratos de pessoas ‘vulgares’ e ‘com aparência inadequada’.

Enquanto pintava tudo de preto e inclusive a tristeza desde o instrumento principal na foto, Gustave Courbet mudou-se oficialmente para o domínio do visual realista.

The Sleepers é outro exemplo de beleza das nudez da série de Courbet. O quadro foi pintado em 1866 e foi banido instantaneamente até o final de 1988.

O trabalho mostra duas senhoras acariciando uma cama, embora estejam entre peças caras. O significado da imagem está na ausência de assuntos amorosos e mitológicos como Cupido, conchas, etc. criando esta arte aversa por esse tempo.

Prev post Next post