(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Aborto para o ensaio: dissertação pró-vida e pró-escolha

O aborto tornou-se um grande tópico polêmico para a American e também para todo o mundo. Muitas pessoas lutam exatamente com o que é certo. A matança infantil de bebês se resume ao fato de que, no caso de você acreditar que o estilo de vida começa se uma mulher engravida ou talvez se você acredita que a vida começa quando o bebê nasce. Não existe uma solução certa ou errada quando se trata de matar crianças quando bebê é ilegal. As pessoas que geralmente acreditam que o estilo de vida começa após o óvulo ser fertilizado serão pró-vida, enquanto as pessoas que consideram a vida começar quando o bebê nasce são definitivamente pró-escolha.

Existem muitas recomendações para lutar pela pró-vida e pela pró-escolha. Muitos deles acreditam que as mulheres têm o direito de oferecer um aborto, uma vez que é o seu próprio corpo e, de acordo com a constituição, temos a justificativa para fazer o que acharmos adequado para nós mesmos na medida da lei. Houve muitos casos em tribunais contra o controle das leis sobre o aborto ou o que a torna ilegal por completo. Um exemplo de um caso que trata de assassinatos infantis de bebês é o Gonzales verso Carhart, que estabelece restrições ao aborto ao usar objetivos que o procedimento desencadeia mais problemas para as mulheres do que para ajudá-las (Ziegler, 233). Direitos da mulher, pró-vida e pró-escolha são coisas que afetam a maneira como vemos o aborto e o que acreditamos ser correto. Apesar disso, tudo dizia que deveriam existir leis para restringir a matança ilegal de bebês a circunstâncias muito raras.

Uma circunstância adequada seria se a gravidez matasse a mãe. Um dos maiores tópicos que afetam a matança ilegal de bebês são os direitos das mulheres. As pessoas acreditam que as mulheres têm o direito de escolher como isso muda elas e seus corpos. Apesar disso, existem muitas maneiras pelas quais as pessoas estão tentando parar o aborto. Por exemplo, companhias de seguros que restringem a cobertura referente ao aborto, que proibiram que as mulheres não possam adquirir um aborto após 20 semanas de gravidez.

tive um efeito nessa região por muitos anos. Isso é algo que muitas pessoas têm lutado recentemente e continuará lutando. Não há decisão certa ou errada quando se trata de aborto. Há muitas questões que afetam uma decisão no caso de o aborto ser correto ou errado. Alguns desses tudo são direitos das mulheres, casos que foram travados e acreditar na pró-vida ou na pró-escolha. Os ativistas do aborto continuarão lutando pelo que acreditam.

O aborto só deve ser permitido em condições incrivelmente escassas. Deve haver leis criadas para ter restrições mais rígidas ao aborto. Por exemplo, uma regra que limita o motivo pelo qual as mulheres têm um filho que mata um bebê mortal. Uma mulher não deve ser capaz de oferecer um aborto, pois ela quer um ou principalmente porque ela não quer o bebê. Tem que haver uma decisão bem tratada que daria a ela a credibilidade necessária para permitir o aborto.

Prev post Next post