(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Escrevendo um ensaio reflexivo – Uma breve visão geral

Um ensaio reflexivo é um daqueles tipos assustadores de documentos que podem ser atribuídos em quase qualquer universidade ou faculdade. Ao escrever um ensaio reflexivo, geralmente entendemos um trabalho que expressa e examina a experiência individual do autor em um assunto ou assunto específico. Neste tipo de escrita, o objetivo principal é capturar o interesse do leitor com mais do que fornecer fatos básicos sobre uma determinada história. Um ensaio reflexivo é mais sobre contemplar por que as coisas aconteceram dessa maneira, que sentimentos provocaram e o que essa experiência geralmente significou para o autor. Por exemplo, os tópicos do artigo de história da arte que constituem narrativas de diferentes estágios com descrição detalhada do desenvolvimento e influência em certos aspectos da cultura humana podem ser facilmente fornecidos ao escrever um ensaio reflexivo.

Este tipo de ensaio é geralmente escrito para mostrar os efeitos de certas ações em um determinado período de tempo ou no final de um determinado estágio. Além disso, além da explicação e exploração do evento ou desenvolvimento do escritor, a escrita reflexiva também discute objetivos futuros. Como por exemplo, tal ferramenta pode ser aplicada por cientistas para aumentar o comprimento da tese de doutorado e torná-la mais compreensível. Em geral, esse tipo de escrito é uma ótima ferramenta para colocar em ordem certas ações que ocorrem em um certo período de tempo, o que, no decorrer da exposição, ajuda a revelar, organizar e atribuir significado aos eventos.

Estruturação e planejamento de um ensaio reflexivo

Logicamente, cada peça de redação científica deve consistir de uma introdução, uma conclusão e uma certa quantidade de parágrafos do corpo. A quantidade exata deste último pode ser determinada pelas tarefas e objetivos concretos do ensaio. A introdução é a essência e a razão para a escolha do tema. Normalmente contém alguns componentes relacionados logicamente e estilisticamente. Neste ponto, no decorrer da pesquisa, é muito importante formular a pergunta para a qual você pretende encontrar uma resposta. Ao trabalhar na introdução, responder às seguintes perguntas pode ajudar: “Qual é a razão para a importância do tópico que eu abordei no momento?”, “Quais conceitos estarão envolvidos no meu raciocínio para o tópico?” Isso ajudará a sublinhar a importância da questão e aumentar o interesse do leitor. Da mesma forma, ao escrever a entrada, você deve especificar se os resultados esperados foram alcançados ou não. De fato, pense na parte introdutória do ensaio como uma breve descrição de tudo o que está prestes a seguir ..

Os parágrafos do corpo do ensaio reflexivo devem conter fundamentos teóricos do tema que você escolheu e suas reflexões personalizadas sobre a experiência. Isso pressupõe a atribuição de razões aos eventos, analisando e justificando os dados fornecidos, mesmo fornecendo outros argumentos e visões opostas sobre a experiência que você está descrevendo e comentando sobre a última. Os parágrafos do corpo podem apresentar grande dificuldade e, no entanto, são cruciais para um ensaio bem-sucedido. Enquanto recolhem partes do ensaio e o planejam, é bom lembrar que cada parágrafo deve se basear em apenas uma afirmação, uma prova, não mais. Você deve evitar uma longa narrativa sobre o que aconteceu porque isso poderia distrair o leitor do tópico principal (ou seja, sua experiência e conclusões pessoais) e tornar o ensaio desordenado. A narrativa deve ser consistente, coerente e analisar o evento com referência a uma determinada teoria ou evidência acadêmica. A sequência também pode indicar a presença ou ausência de consistência na cobertura do tópico. Consistência é a chave para o sucesso em escrever bons tópicos de ensaio persuasivo.

A conclusão é uma generalização e um resumo fundamentado do assunto. Ao concluir o ensaio, as explicações devem ser feitas a fim de reforçar o significado e a importância no corpo principal. Entre os métodos recomendados para a elaboração do relatório estão os seguintes: repetição, ilustração, citação, uma afirmação impressionante.

Algumas dicas para tornar seu ensaio reflexivo brilhante

  • Escreva a sequência de eventos e seja seletivo.
  • Discuta suas impressões e reflexões com alguém que dominou o assunto, assim como você, para expandir sua visão, melhorar sua gama de aspectos.
  • Use conhecimento teórico e prático para interpretar suas reflexões.
  • Use evidências acadêmicas ao criar seu ensaio reflexivo.
  • Dê alguns exemplos relevantes que fornecem processos reflexivos e mostre o que você aprendeu deles.
  • Use uma linguagem analítica em vez de emocional e tente ser o mais objetivo possível sobre suas experiências.

Basicamente, como todos os tipos de ensaios universitários, o ensaio reflexivo deve ser executado formalmente, evitando expressões fixas usadas normalmente, contrações (“não”, “não”, “é”), pedaços de linguagem que lembram frases faladas ou coloquiais (“realmente, é disso que eu gosto mais”), linguagem de sentimentos subjetivos, emoções (“uma pintura maravilhosa”). Evite usar pronomes pessoais como “eu”, a menos que seja apropriado (por exemplo, quando você declara sua opinião pessoal ou descreve eventos com sua participação). Use voz passiva em grande medida, por exemplo, “É frequentemente argumentado” em vez de “eu acredito”.

Resumo sobre a redação de um ensaio reflexivo

A escrita reflexiva é uma tarefa particularmente difícil e desafiadora, muito mais do que formas comuns de trabalhos universitários, pois inclui pensar e escrever sobre falhas e erros, bem como sucessos nas relações com indivíduos ou ao elaborar uma tarefa específica. Tente desenvolver um ponto de vista externo sobre o assunto e seja o mais objetivo possível.

A variedade de tópicos é realmente impressionante, pois os ensaios reflexivos podem ser usados ​​como construtores de CV ou até mesmo formatos de artigos de saúde. A escrita reflexiva pode servir, por exemplo, à medida que os cursos de TI ajudam os alunos e desenvolvem abordagens analíticas na tomada de decisões.

Prev post Next post