(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Discriminação racial em pessoas de cor

Na lei, a discriminação racial é definida como qualquer ato, tratando seres humanos de outras raças de maneira diferente. Um grande número de países possui leis específicas que proíbem a prática dada, embora outras tenham apenas algumas leis que tratam desse assunto vergonhoso. É claro que as definições podem variar, e talvez não, apenas definindo raça por linhagem específica, embora possam usar o termo “cor”, de modo que o tratamento construído em torno da cor da pele seja agrupado também sob a discriminação racial. Muitos países já criaram classes protegidas, incluindo cor, raça, origem nacional, religião, sexo, orientação sexual, por isso pode ser ilegal tratar alguém de forma diferente, com base na classe a que pertence essa pessoa em particular.

Na América, muitas leis proíbem oficialmente a discriminação racial, enquanto algumas delas descendem diretamente do Título VII da Lei de Direitos Civis de 1964, bem como a Lei dos Direitos Civis de 1991. O primeiro desses atos afirma que os empregadores não devem recusar-se a contratar funcionários qualificados por causa de sua raça ou cor da pele. Além disso, eles são proibidos de fazer outras coisas, incluindo assédio, recusar promoções ou pagar essas pessoas a taxas mais baixas apenas por causa de sua raça. Além disso, a Lei dos Direitos Civis de 1991 define claramente algumas maneiras pelas quais as pessoas que enfrentaram essa discriminação podem processar.

Cidades, países, estados ou regiões podem incluir leis extras destinadas a acabar com a discriminação construída em torno de raça. Essas leis podem tratar de questões como as conseqüências de tratar as pessoas de maneira diferente se tentarem obter um empréstimo, usar um serviço comercial ou comercial, alugar um apartamento ou se simplesmente tentarem aproveitar os serviços governamentais aos quais têm direito. Na verdade, muitas dessas leis são usadas para lidar com comportamentos, que eram comuns em partes da América antes do Ato de 1964, incluindo a tendência em muitas partes do sul dos Estados Unidos de segregar raças ou apenas promover apenas brancos.

Pode parecer bastante difícil provar a discriminação racial em alguns casos. A questão é que uma pessoa de uma classe protegida não pode ser contratada para uma posição desejada, e ele ou ela pode acreditar que é exatamente devido à discriminação. Para fazer um caso, a pessoa precisaria estabelecer que suas habilidades são iguais ou até melhores que as de alguém que foi contratado, e que a pessoa contratada também não pertencia a uma classe protegida. Além disso, pode ser necessário demonstrar abertamente que a empresa ostentava uma história de rejeição de candidatos por causa da raça.

Prev post Next post