(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

Contratos de aprendizagem no emprego

CONTRATO DE APRENDIZAGEM

O objetivo deste ensaio é apresentar a necessidade de um contrato de aprendizagem em um ambiente de trabalho. Será fornecido um contrato de aprendizagem e planos de ação formulados para atingir os objetivos do aluno. Eu vou discutir como eu consegui avaliar as necessidades de aprendizagem do meu aluno.

Eu realizei uma entrevista com meu aluno para avaliar como ela se sente trabalhando na unidade e para identificar suas necessidades de aprendizagem, e o que ela identifica como seus pontos fortes em termos de seu conhecimento e habilidades. Nós fizemos isso em nossa primeira reunião, pois é bastante importante verificar onde estamos e onde começaremos como mentor e aprendiz. De acordo com Gopee (2008), a avaliação do conhecimento e da competência profissional é essencial para identificar necessidades de aprendizagem subsequentes e implicaria ser solidária com o aluno. Nicklin e Kenworthy (2000) definem a avaliação como uma medida que se relaciona diretamente com a qualidade e a quantidade de aprendizagem e, portanto, está preocupada com o progresso e a realização dos alunos. É para esse fim que a avaliação do conhecimento e da consciência atual do meu aluno sobre suas áreas de aprendizagem posterior foi conduzida para sugerir o progresso e identificar as áreas que precisavam ser melhoradas. Eu acho que é de extrema importância observar o que o aluno sabe para que possamos fazer planos adicionais para os objetivos. Também sinto que permitiu que o aluno realizasse uma auto-avaliação que lhe permitisse possuir a aprendizagem e controlar a maneira como ela atende às suas necessidades (Gopee, 2008).

Gopee, N. (2000) amp; lsquo; Auto-avaliação e o conceito de enfermeiro de aprendizagem ao longo da vida , British Journal of Nursing, 9 (11): 724-9.

Knowles, M., Holton III, E.F. e Swanson, R.A. (1998) The Adult Learner (5º edn). Woburn (EUA), Butterworth-Heinemann.

Neary, M. (2000a) Ensino, avaliação e avaliação para a Competência Clínica. Cheltenham: Stanley Thornes.

Nicklin, P. e Kenworthy, N. (eds) (2000) Ensino e Avaliação em Enfermagem

Prática: uma abordagem experiencial (3º edn). Londres: Bailliere Tindall.

Conselho de Enfermagem e Obstetrícia (NMC) (2005a) Diretrizes para registros e manutenção de registros. Londres: NMC.

Prev post Next post