(48) 4507-5403
Você quer saber como fazer um trabalho academico? Por apenas R$ 10 por página Obtenha um exemplo de monografia gratuito e pronto

A evolução do sexo

Hoje, o tema do sexo deixou de ser tabu e inatingível. No cinema, na literatura e na mídia, podemos facilmente encontrar respostas para qualquer pergunta, aprender sobre as novidades da indústria do sexo e, graças a isso, estudar minuciosamente todos os aspectos do ser sexual.

Em obras clássicas de autores gregos e romanos antigos, muita atenção tem sido dada ao tema do sexo. E apesar da beleza das obras literárias da época, os autores antigos nos envolvem em um mundo de vícios e deboche. Tomemos, por exemplo, o drama grego de Sófocles Édipo, que conta como Édipo mata seu pai Lai e se casa com sua mãe Jocasta.

Saltando vários séculos à frente, durante a Idade Média, era insuportável viver. A Europa sufocou de doenças, pobreza, fedor de esgoto e o cheiro de cinzas, no qual multidões queimavam bruxas e hereges. “Embora nas igrejas e nos altos escalões das autoridades, houvesse um completo caos sexual, para as pessoas comuns a igreja apresentou restrições sexuais estritas, o motivo era lógico – para evitar a superpopulação e parar o desenvolvimento de doenças, as drogas das quais na época não existiam.

No Renascimento, uma das obras mais memoráveis ​​é Decameron, de Giovanni Boccaccio. Os personagens do livro contam histórias uns aos outros, onde muito espaço é dedicado ao sexo. Mas o ponto aqui não é nem na parte erótica do trabalho. A ênfase principal é dada ao fato de que o sexo é uma manifestação de interesse na vida, um elemento de autoconhecimento, um símbolo do humanismo. O sexo é uma nova vida, uma nova alegria e novas oportunidades. O tema do sexo deixou de ser tão tabu quanto na Idade Média, pois adquiriu outro propósito – o prazer.

O desenvolvimento da civilização, o surgimento de novas tecnologias e descobertas destacadas contribuíram para a evolução do sexo. A coisa mais importante que aconteceu no século 20 é que o sexo começou a ser estudado como ciência. Além disso, foi analisado não apenas do ponto de vista da fisiologia, mas também do ponto de vista da psique e da psicologia.

As primeiras descobertas sexológicas nesta área foram feitas no início do século XX. Através do estudo de toda a história da relação dos sexos, novos princípios morais foram derivados, tabus foram estabelecidos, terminologia especial, e os médicos responsáveis ​​por essa esfera da saúde apareceram. Meios contraceptivos começaram a aparecer, pois o propósito do sexo era reconhecido não apenas como a continuação do gênero. Graças ao desenvolvimento do cinema, a impressão e a fotografia, a pornografia e a literatura erótica começaram a ganhar popularidade.

Prev post Next post